Quando a ancestralidade inteira te abraça…

Quando a ancestralidade inteira te abraça…

Eu amo esta foto.
Nela, estou com a Maharani, uma mulher e terapeuta muito potente. Uma mulher que sabe morrer pra renascer.

Esse foi um momento muito forte no Retiro Poderes do Feminino®, conduzi um renascimento usando Yoni Eggs.

Neste momento, nada foi dito, apenas um abraço.
Quem olha, enxerga 02 mulheres, mas na verdade, senti na pele todas as nossas ancestrais aí. Não éramos duas, éramos centenas, e nesse tipo de encontro, de carne, ossos e vulnerabilidades, a gente não sabe se abraça ou se é abraçada.
Uma legião de ancestrais invisíveis (ou não…rs), faz tremer a carne e ranger suavemente os ossos.

Nestas horas, percebe-se que o corpo é um livro aberto, e em cada célula, a memória do Todo.
Nos ossos, a história da Terra inteira.

Quando um corpo é suporte para o outro, ele também é suportado. E tudo gira… e tudo brilha.

Aysha Almeé

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.